Geralmente quanto falamos de pulgas todos pensam em cachorro, mas nosso amigos gatos também pegam pulgas. Nesse post vamos falar algumas dicas para tratar pulgas em gatos. As pulgas adoram se hospedar nos cachorros e também nos gatos, mas o que muitos donos não sabem é que o procedimento para combater as pulgas nos gatos é diferente do procedimento que fazemos nos cachorros. Então é bom se atentar às dicas que vamos dar aqui.

Os gatinhos sofrem com a coceira que as pulgas provocam, a coceira pode levar à queda de pelos, e as picadas podem causar alergias que geram outros sintomas indesejáveis, então é importante zelar e ficar de olho para evitar essas hóspedes chatas ou combatê-las se for necessário. É mais difícil perceber quando o gato tem pulgas, pois eles são mais discretos que os cães e tomam menos banhos, por isso o dono deve ficar muito atento aos sinais, para recorrer logo aos tratamentos mais indicados para combater as parasitas.

Alguns dos sinais mais comuns de pulgas em gatos

  • Muita coceira (bem acima do normal) e também mordidas na pele.
  • Perda excessiva de pelos.
  • Lambe muito as patas traseiras e a cauda, para tentar aliviar a coceira. E nesse ato de se lamber, o gato pode ingerir algumas pulgas, e com isso você poderá encontrar vermes nas fezes, pois as pulgas transmitem um parasita intestinal.
  • Inquietação, provocada pela coceira.
  • Marcas vermelhas na pele, causadas por alergia às picadas das pulgas.
  • Se for gato pequeno e tiver uma grande infestação, poderá ter sinais de anemia, como perda de peso e gengivas pálidas.
  • Alguns pontinhos pretos no pelo do gato podem ser as fezes das pulgas. Ao passar um papel molhado os pontinhos se desmancham e ficam avermelhados, pois na verdade as fezes das pulgas são o próprio sangue do animal.

Sempre que perceber alguns desses sinais, leve o gato no veterinário para que ele tenha o melhor diagnóstico possível. Tire todas as dúvidas que tiver com o veterinário, e não busque medicar seu gato por conta própria para remover as pulgas.

Melhores tratamentos contra as pulgas no gato

Existem no mercado várias opções de tratamentos antipulgas para gatos, que devem ser prescrevidos pelo veterinário.

  • Existem produtos em forma de spray que são aplicados no corpo do felino ou apenas na região entre os pelos da nuca, como o Revolution 6 para Gatos, Frontline e o Bravecto;
  • Pomadas;
  • Coleiras, como a Seresto
  • Comprimidos;
  • Colares, talcos, shampoos e sabonetes fazem parte do tratamento, mas devem estar aliados a outros métodos.

Normlamente, os produtos em Spray ou em pipeta são os mais indicados para gatos, pois gatos tem mais dificuldade em consumir comprimidos.

Atenção! Produtos antipulgas para cães podem ser tóxicos para os gatos, por isso utilize os especiais para os gatos.

Nenhum tratamento antipulgas será eficaz se não fizer o combate no ambiente também, só assim terá a certeza de que as pulgas não voltarão a incomodar o seu gato, a não ser que ele traga as pulgas de volta depois de um passeio pela vizinhança. Esta é a maior dificuldade do combate a pulgas em gatos, pois diferentes dos cães, os gatos costumam ir a casas de vizinho e a rua com mais frequência. Durante o tratamento, não deixe seu gato sair de casa. A prevenção sempre é a melhor solução, por isso um dos principais remédios para o gato é o uso de pipetas uma vez por mês, essas pipetas previnem tanto pulgas quanto vermes que dão no gato. Pergunte ao veterinário qual a melhor para o seu felino e como usá-la.

As pulgas gostam muito das regiões das pernas traseiras, da cauda, pescoço e costas, mas mesmo que não as encontre no seu bichano, não significa que estejam livres delas, pois a maioria das pulgas fica alojada no ambiente em formas de ovos, larvas e pupas. Sendo assim, depois que elas atingem o estágio adulto, voltam a infestar o gatinho. Para garantir que isso não aconteça limpe bem a casa sempre, todos os lugares até mesmo frestas de janelas, aspire bem tapetes, almofadas, sofás e cortinas e use inseticidas que matam os ovos e larvas. O tratamento do ambiente deve ser intenso, de no mínimo três meses, enquanto isso utilize os métodos antipulgas preventivos no seu gato.

Assim, com persistência e muita higiene, você e seu gatinho ficarão longe das pulgas e felizes!

Comentários Fechados.