Páscoa está aí, época do ano onde as casas ficam abastecidas de ovos de Páscoa e bombons de chocolate. E este momento sempre desperta a dúvida: posso ou não dar chocolate para o meu cachorro? Será que faz mal mesmo ou um pedacinho não tem problema nenhum?

Essa dúvida já passou pela sua cabeça? Então leia esse post que explicaremos direitinho o por quê não devemos dar chocolate para os nossos queridos pets!

Fato comprovado cientificamente, o chocolate pode causar sérios danos à saúde dos cães, pelo simples fato de que o chocolate possui algumas toxinas que, enquanto não fazem mal algum a nós, podem ser fatais aos nossos pets.

As substâncias tóxicas do chocolate para os cães

O chocolate é produzido a partir de sementes do cacau, que é composto de carboidratos, sais minerais, vitaminas e os ácidos orgânicos como as metilxantinas. As metilxantinas, as quais são a teobromina e a cafeína, são consideradas estimulantes das funções orgânicas e são justamente elas que causam intoxicação em cães. Quanto maior a concentração de cacau no chocolate, mais teobromina o produto contém e mais tóxico ele é. Isso significa que os chocolates mais escuros e amargos, que contém maior percentual de cacau, são os mais tóxicos para os nossos animais de estimação. No entanto, o chocolate ao leite e o chocolate branco também fazem mal e não devem ser oferecidos aos pets.

Sintomas clínicos dos cães com intoxicação por chocolate

O fígado dos cães (e também dos gatos) não é capaz de metabolizar a teobromina, que acumula e age intensamente no organismo do animal. Os principais efeitos causados pelo acúmulo de teobromina são os neurológicos e os cardiovasculares. Estes aparecerão entre 6 e 12 horas após a ingestão. Os achados clínicos mais comuns são aumento de contrações musculares, vômitos, diarreia, aumento da ingestão de água, distensão abdominal e excitação nervosa seguida de convulsões. Pode ocorrer também excesso de micção, elevação da temperatura corporal, respiração acelerada, taquicardia e, em alguns casos, coma. Em animais suscetíveis, pode ocorrer ainda pancreatite devido ao alto teor de gordura do chocolate.
A gravidade do quadro varia de acordo com o tipo e com a quantidade de chocolate ingerido e também com o tamanho do cão. Geralmente a intoxicação é mais comum e mais grave em animais de pequeno porte, pois há maior quantidade de chocolate disponível em relação ao seu peso. Casos muito graves podem sim levar o animal a morte.

Tratamento da intoxicação por chocolate

Não existe um antídoto para o tratamento da intoxicação de cães por chocolate. O tratamento consiste em estabilizar os sintomas clínicos que o animal apresenta, evitando que o quadro se agrave. Trata-se de uma emergência médica. Se a ingestão for recente (até 3 horas), o médico veterinário deve tentar fazer o animal vomitar o que comeu. Normalmente, devido aos vômitos e a diarreia, o soro na veia deve ser instituído e, por isso, o animal deve ficar internado até controlar todos os sintomas e estar fora de risco.

Meu cachorro comeu chocolate. E agora?

Se você notar que seu pet ingeriu chocolate, mantenha a calma. Tente primeiramente verificar a quantidade que foi ingerida. Se o animal ingerir uma pequena quantidade de chocolate talvez não apresente os sintomas destacados acima ou pode apresentar sintomas mais brandos, que podem facilmente ser controlados. Não induza o cachorro ao vômito em casa. Apenas fique atento e observe se ele apresenta algum quadro clínico.

Entretanto, se você verificar que o cão ingeriu uma quantidade significativa, é importante levá-lo a uma clínica ou hospital veterinário o mais rápido possível. Será importante também informar ao médico veterinário a quantidade e o tipo de chocolate que seu cão comeu. Isso fará diferença no tratamento dos possíveis sintomas.

A dose tóxica da teobromina para cães é de 100 a 175 mg/kg. Em geral, podem-se observar sintomas clínicos brandos em cães que ingeriram 20 mg/kg. Os sintomas cardíacos podem ser observados na dose de 40 a 50 mg/kg e as convulsões podem ocorrer em dose maior ou igual a 60 mg/kg. A dose de 60g de chocolate ao leite por kg de peso corporal é potencialmente letal para os cães.

A Páscoa chegou e quero agradar meu pet sem prejudicar a sua saúde. Qual a alternativa?

Hoje em dia já está disponível no mercado ovos de Páscoa de chocolate para pets, que são especialmente desenvolvidos com ingredientes seguros para os cães, livres de toxinas.

Fique sempre atento ao comportamento do seu pet e mantenha os alimentos que ele não pode ter acesso em locais altos e fechados.

O maior agrado que você pode oferecer ao seu melhor amigo é o carinho e a atenção a sua saúde!

 

Se tiver dúvidas sobre este e outros assuntos, nossos veterinários estão à disposição para tirá-las, e ficarão felizes em ajudar! Entre em contato através dos nossos canais de atendimento (disponíveis no nosso site: www.emporiodaspatas.com.br) e também através do nosso instagram @emporiodaspatas

Comentários Fechados.